Conheça o Replika, aplicativo que faz um clone seu e desenvolve personalidade própria

Atualmente a correria das grandes empresas de tecnologia é estudar e aperfeiçoar tudo que se diz em respeito de Inteligência Artificial. Seja Elon Musk, Mark Zuckerberg ou a Google, todas eles tem feito significantes avançoes nesta área. E tem o Replika, novo app que vai te surpreender com o que pode fazer.

O Replika é um aplicativo disponível para Android e iOS e ele simplesmente cria um clone virtual seu que, à medida com que conversa, vai desenvolvendo uma personalidade própria. Ou seja, dificilmente dois clones de pessoas diferentes terão o mesmo padrão de respostas e comportamento! E não é somente com você que o clone irá conversar pois a ideia do Replika é permitir que seus amigos conversem com ele também. Mas para isso eles também deverão ter uma conta no aplicativo, que não é fácil de se conseguir pois, assim como o Orkut fazia no começo, as pessoas devem receber convites para entrar no sistema.
 

Resultado de imagem para replika
Tela do Replika. Como pode ser visto acima, seu clone pode aprender até piadas!
 

Funcionando apenas em inglês por enquanto, o Replika oferece um sistema de pontuação que vai mostrando uma espécie de avanço no desenvolvimento de seu clone em níveis. Assim muitos usuários poderão saber quais os clones que já estão em fase avançada de desenvolvimento e manter uma conversa mais ampla e diversificada sem muitas repostas aleatórias e sem sentido.

O app vem se tornando cada vez mais popular e, apesar do sistema de convites, o Replika chegou a ser o aplicativo mais baixado na seção de entretenimento da App Store, alcançando o 9º lugar geral da loja. No Android, o aplicativo ainda não teve suas estatísticas monitoradas, mas a página do app no Google Play estima que ele já teve entre 100 mil e 500 mil downloads.

E a origem da ideia do aplicativo é bem mórbida e estranha. Em 2015, a desenvolvedora Eugenia Kuyda precisou lidar com a morte de seu melhor amigo Roman Mazurenko e para iso criou um bot com quem pudesse conversar. Kuyda deu ao bot a personalidade de Roman assim como aconteceu no episódio Volto Já da série britânica Black Mirror.

A Luka, a empresa por trás do Replika, garante que não irá vender informações para anunciantes, e usará as informações obtidas com as conversas apenas para evoluir a inteligência artificial e torná-la mais parecida com o usuário. E também promete não monetizar o app, pedindo doações para manter os servidores online.

E aí, tem coragem?