Profissionais de TI tem mais medo de falhas de segurança do que perder emprego para IA

Uma pesquisa chamada "Fatos pouco conhecidos" realizada pela SolarWinds, empresa americana que cria softwares para gerenciamento de TI, revelou os medos dos profissionais de TI em relação a diversas situações em seu trabalho. E o resultado foi bastante interessante se levar em conta os grandes avnaços da tecnologia e o que estes mesmos profissionais estão realizando para tornar boa parte dessa mesma tecnologia completamente autônoma.

A pesquisa realizada em julho deste ano, com ajuda da C. White Consulting, levantou dados interessantes sobre o receio destes profissionais e revelou que o maior medo deles é enfrentar uma falha de segurança e não preder o emprego para uma de suas criações autônomas. A Inteligência Artificial e o Machine Learning (que devem, em breve, substituir diversas vagas em vários seguimentos de mercado) apresentam risco para apenas 9% deles enquanto 89% estão preocupados com vulnerabilidades e problemas com segurança.

 


Gráfico da pesquisa mostrando os maiores receios do pessoal de TI em um rank

 

Em 2016, descobrimos que a TI está em toda parte, e que os usuários finais estavam expandindo a atuação da área”, afirma Joseph Kim, vice-presidente executivo e diretor de tecnologia da SolarWinds. “Isso exigiu a adoção de uma mentalidade de ‘atividade contínua’ pelos profissionais de TI. As principais descobertas deste ano destacam a continuidade da tendência, com os profissionais de TI desempenhando suas principais responsabilidades, além de dedicarem tempo para educar usuários finais e líderes de negócios, solucionar problemas para executivos seniores e manter suas organizações seguras contra violações.

Além disso o levantamento revelou que 91% dos profissionais trabalham demasiadamente realizando constantemente uma rotina de horas extra e, dentre esta porcentagem, 57% não recebem remuneração extra referente ao horário a mais.

 

FONTE: CIO.